Jovens ajoelhados aos pés do Senhor, foi assim que ficou marcada a segunda noite do #JPN2018

Com a igreja cheia, o ORE JPN começou meia hora antes do culto com um momento de intercessão, chamando os jovens para um momento de oração com mais intensidade no Espírito. Momento esse de muito fervor e quebrantamento.  No louvor, os jovens adoraram, cantaram e pularam com o Pastor Serginho Brito.

Antes da Palavra, o Pr. Noberto Cunha, coordenador do evento, foi honrado por todo o tempo e coração dedicado a fazer acontecer o JPN durante tantos anos.

Ao som do grito de guerra: “Eu sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor”, Klycia Gaudard iniciou a primeira ministração da noite, perguntando: “O quanto você é brasileiro? “.

“A copa do mundo acende no coração o amor pela pátria, mas quando o Brasil perde o jogo muita gente começa a torcer contra, a incentivar as pessoas a não torcer pelo Brasil. Isso acontece porque uns querem chamar atenção e outros fazem isso pra não sofrerem. Esses preferem se declarar contra para se prevenirem de um futuro sofrimento. São escolhas calculadas emocionalmente para evitar algum tipo de sofrimento. Nós como cristão precisamos aprender a valorizar o nosso país. Ser crente no Brasil é muito confortável. Esse treinamento de amar um lugar ou uma região, de amar e acolher uma cultura, precisa ser aprendido. Nós  precisamos amar a nossa nação e valorizar o Brasil. A sua história é importante para o que você será no futuro. Nós temos que compreender cada estação que nós vivemos”.

Ela seguiu falando sobre a história de Gideão (Juízes 6.12-17): “Gideão primeiro murmurou e nem deu ouvidos ao que Deus falou, duvidou por causa do lugar e o contexto que ele via. Você precisa filtrar o que as pessoas têm falado contra o seu país, a sua família e a sua igreja. O que precisa sair da nossa boca não é um sentimento de inferioridade, temos que nos lembrar quem nós somos e o que conseguimos até agora. Somos brasileiros com muito orgulho e amor, mas, mais do que isso, somos geração eleita, nação santa, sacerdócio real, povo exclusivo de Deus. ”

E concluiu a mensagem falando que “Os sinais acompanharão aqueles que creem. Existe um propósito para você ser realeza, não é para adquirir coisas, é para ANUNCIAR o evangelho.  Você não pode acordar e ir dormir sem ter feito a diferença na vida de alguém. Enquanto você não dá passos mais largos você precisa treinar com quem está ao seu redor. Onde você está hoje é o seu campo missionário. ” Klycia finalizou com uma oração para cura com todos os enfermos que estavam presentes, vários jovens oraram declarando cura por aquelas vidas.

Depois de mais um momento de louvor com Pr. Serginho Brito, foi a vez da segunda ministração da noite foi com o missionário Léo Lima, pastor da igreja Verbo da Vida na Argentina, ele falou sobre a volta de Jesus.  Sobre uma urgência que é preciso ter para anunciar esse evangelho, para que vidas sejam resgatadas no grande dia por causa do testemunho, da entrega e da dedicação.  “Esse é o seu tempo, essa é a sua hora, esse é o momento que Deus lhe chamou pra viver o melhor dessa terra”.

“Eu sou fruto do JPN, hoje eu sou um jovem NAS nações” 

O pastor compartilhou um pouco da sua história, de como descobriu seu chamado para as nações, especificamente para a Argentina. “Buscando meu sonho pessoal, me encontrei com o sonho de Deus. É você e eu que vamos responder ao clamor de Deus por essa geração. Nós precisamos aplicar princípios nas nossas vidas que vão nos levar para a nação que está no nosso coração”.

 

“Nós precisamos aprender que temos força e ímpeto, como um cavalo selvagem, mas se isso não for canalizado para o lugar certo você vai ser um grande potencial desperdiçado. Aprenda a trabalhar com o tempo. Deus não vai nos levar ao campo missionário de qualquer jeito, Deus é um Deus de processos. É necessário fidelidade e tempo de preparação. Se você não souber discernir o tempo você ficará frustrado. Deus nunca chamou alguém desocupado para cumprir grandes coisas! Existe um púlpito durante os sete dias da semana disponível pra você, pelas ruas da sua cidade e por onde você passar Deus quer usar você. Antes de ir para as nações você precisa concluir aquilo que você começou. Você não foi feito para estar no meio do caminho, nem para retroceder”.

“Onde estiver o centro da vontade de Deus para sua vida é onde você será feliz. Eu e você recebemos uma Palavra que funciona nos quatro cantos dessa terra”.

Ele seguiu falando que é necessário ser intenso no tempo que se chama HOJE, porque missões não se faz sem consagração: “Deus não vai mudar os planos e pensamentos que Ele tem a nosso respeito, pois os pensamentos deles são melhores que os nossos e certamente o seu futuro em Deus será glorioso”.

Ele finalizou com uma Palavra profética para os jovens, falando que aquele que permanecer fiel terá um futuro glorioso e que os melhores dias dessa geração estão apenas começando.  Muitos jovens entregaram a vida para Jesus.

Nesse sábado acontece o primeiro culto pela manhã, a partir das 9 horas, e o Jovens Para as Nações 11 segue até o próximo domingo.

 

*Fonte: Site da Igreja Verbo da Vida em Campina Grande-PB.

Clique aqui para ver as fotos.

Deixe uma resposta